Bradesco tenta impedir a greve à força em Salvador

A segunda-feira (03/10) foi agitada. No Bradesco do Comércio, um fato chamou a atenção. O banco, através de interdito proibitório – ação judicial com o objetivo de repudiar algum tipo de ameaça à posse de determinado bem –, tentou reabrir a agência.
Uma oficial de justiça, acompanhada por duas viaturas da Polícia Militar, pressionou os bancários na tentativa de normalizar as atividades. No entanto, não houve êxito, uma vez que o movimento conta com a livre adesão dos funcionários e não houve qualquer ato do Sindicato que ameaçasse a posse do Bradesco.
Na verdade, esta é mais uma manobra das instituições financeiras que querem passar por cima do direito de greve previsto na Constituição Federal. Vale salientar que, de acordo com o Estatuto do Sindicato, quem tem o poder de receber citação/intimação de qualquer decisão judicial é o presidente da entidade e não bancários que estão mobilizados nas proximidades das agências para esclarecer a população.
Mesmo com a arbitrariedade, a mobilização continuou. “Esta é uma greve pacífica, participativa e não há justificativa para criminalizar o movimento. A sociedade, inclusive, tem prestado solidariedade”, afirma o presidente da CTB, Adilson Araújo.
Fonte: O Bancário
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: