Diário da Greve em Itabuna: silêncio dos banqueiros não intimida categoria bancária

Chegamos ao nosso nono dia de uma greve que vem crescendo em todo o Brasil. Já são quase oito mil e quatrocentas unidades dos bancos parados e o movimento sindical bancário, com apoio das centrais sindicais e de outras entidades de trabalhadores, está mobilizando mais bancários e bancárias  no sentido de fortalecer o movimento grevista que pressione a Fenaban e arranque dos banqueiros uma proposta digna, decente e respeitosa, encerando com bastante êxito nossa batalha.

O Comando Nacional dos Bancários lançou ontem uma nota à sociedade brasileira condenando o silêncio dos banqueiros, comparando-o a um comportamento intransigente de um setor que lucra bilhões e não tem responsabilidade social para com o Brasil e os brasileiros.

Enquanto silenciam, os bancos agem nos bastidores de maneira sórdida e inescrupulosa quando lançam mão de interditos proibitórios deferidos por alguns magistrados e fazem de tudo para ameaçar os bancários e bancárias de todo o país. A tática dos interditos tem sido veementemente rechaçada pela Justiça em várias cidades do Brasil. Aqui em Itabuna, a juíza da 4ª Vara do Trabalho, Dra. Cristiane Menezes Borges Lima negou pedido do Bradesco, considerando não ter sido demonstrada prova inequívoca da violência a posse. Em Ilhéus, apesar de uma juíza acatar pedido do Bradesco, os bravos bancários e bancárias da agência resistiram à pressão, entendendo que o interdito proibitório não determina a suspensão do direito de greve e permaneceram de forma magnânima unidos pela greve. E assim, o movimento paredista da categoria segue forte em todo o Brasil, enfrentando essas e outras dificuldades.

Os bancários dos bancos públicos também têm pressionado o governo Dilma Roussef (PT) para que intervenha no rumo da greve e apresente proposta digna para os trabalhadores do Banco do Brasil, Caixa, BNB e Banco da Amazônia, assim como ocorreu nos estatais Banco de Brasília e Banco do Pará. Seria uma prova que o governo daria de compromisso com a valorização do trabalho decente, prerrogativa da Organização Internacional do Trabalho (OIT), da qual o Brasil é signatário.

Cabe aos bancários e bancárias continuarem fortalecendo a greve da categoria, resistir à pressão insidiosa dos banqueiros, participar ativamente dos piquetes nas agências e buscar informação nos órgãos de comunicação do Sindicato dos Bancários de Itabuna e Região, a saber:  http://www.bancariositabuna.com/ (site) https://linguadefogo2.wordpress.com/ (blog Língua de Fogo)

Vamos à luta até a vitória!

Sindicato dos Bancários de Itabuna e Região

Federação dos Bancários da Bahia e Sergipe

CTB

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: