Cristina Kirchner impõe maior vitória da redemocratização na Argentina

Consagração: Cristina obteve mais de 53% dos votos válidos

A presidenta da Argentina, Cristina Kirchner, obteve no domingo (23) a maior vitória eleitoral desde a redemocratização do país, em 1983. Segundo a contagem parcial de votos, ela obteve mais de 53% dos votos válidos, 36 pontos à frente do segundo colocado, o ex-governador da província de Santa Fé, Hermes Binner.
Tomando como marco a volta argentina à democracia, este pleito estabeleceu alguns grandes recordes. O primeiro é exatamente a diferença para o segundo colocado. Binner conseguiu capitalizar parte do eleitorado insatisfeito ou indeciso na reta final, crescendo consideravalmente desde as prévias de agosto, mas não o suficiente para evitar uma margem extremamente confortável a favor da continuidade.
Além disso, este é o percentual mais alto do vencedor, superando os 51,7% obtidos por Raúl Alfonsín em 1983. Será a primeira vez que uma mesma coalizão emplaca três governos seguidos.
Na história eleitoral argentina, Cristina, que havia sido a primeira mulher eleita diretamente, é também a primeira reeleita. De quebra, recuperou o controle do Congresso, uma avaliação que, para ser fechada de todo, terá de esperar algumas horas. É provável ainda que tenha imposto a vitória na enorme maioria das províncias, com grande possibilidade de superar o recorde anterior, de Carlos Menem.

Leia matéria completa clicando no link abaixo:

http://www.contrafcut.org.br/noticias.asp?CodNoticia=28495

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: