BNB segue modelo e assedia bancários

Depois da Caixa e Banco do Brasil, agora é a vez de o BNB desrespeitar o Acordo Coletivo dos Bancários e assediar moralmente os funcionários para o cumprimento da compensação dos dias parados na greve de qualquer forma. Os gestores do banco têm obrigado o cumprimento de duas horas diárias de compensação, sob pena de os empregados terem os vencimentos descontados na folha de pagamento.
A atitude do banco é autoritária e ilegal. Por isso, os trabalhadores a não podem se intimidar. Os diretores do Sindicato da Bahia lembram que os bancários devem cumprir apenas as horas que puderem, não sendo obrigados a estender a jornada de trabalho em duas horas todos os dias, nem tampouco trabalhar aos sábados.
Amparo jurídico
O acordo com a Fenaban é uma conquista dos bancários durante a greve e ampara juridicamente os funcionários. A jornada deve ser estendida em até duas horas, tempo máximo de compensação diária, mas isso não quer dizer que é obrigatório fazer a compensação duas horas por dia. Os bancários devem denunciar ao Sindicato qualquer ação contrária.
Fonte: O Bancário
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: