“Barcelona não tem os títulos que o Santos tem”, diz Pelé

Para Pelé, elenco do Santos pode fazer frente ao do Barcelona na final. Foto: Reinaldo Marques /Terra

Barcelona e Santos tiveram suas histórias radicalmente alteradas por dois dos maiores jogadores de todos os tempos. O impacto de Cruyff e Pelé, gênios que não se encontraram em campo, é sentido até hoje nos dois clubes. Na manhã de domingo (18), os times se enfrentam no Mundial de Clubes.

O rótulo de futebol de alta qualidade e a fama de DNA ofensivo passou a fazer parte da história de Barcelona e Santos muito por conta desses craques, que foram no fim de carreira jogar nos EUA.
Entre 1958 e 1973, Pelé encheu a sala de troféus do Santos, sendo artilheiro de inúmeros campeonatos e transformando um time que até então tinha poucos títulos paulistas e pouca torcida em sinônimo de excelência no futebol em todo o mundo.
Entre 1973 e 1978, como jogador, e entre 1988 e 1996, como técnico, Cruyff também levou glórias e mais fama internacional ao Barcelona, transferindo para o clube catalão muito do legado do Carrossel Holandês.
“No momento, o Barcelona é sem dúvida a melhor equipe. Mas o Santos foi considerado o melhor do mundo por uma década, e o Barcelona não tem os títulos que o Santos tem”, escreveu Pelé por e-mail à Folha.
O Santos foi o primeiro time bicampeão mundial, em 1962 e 1963. O Barcelona tentará exatamente contra o Santos ser bicampeão mundial.
Cruyff, que só enfrentou Pelé por torneio amistoso, não conseguiu dar o título mundial ao clube catalão, mas deixou como legado um futebol revolucionário.
“É claro que acredito que isso é possível [ganhar a decisão ante o Barcelona], porque o Santos chegou onde chegou porque tem um plantel bem coerente”, opinou Pelé, que era esperado no Japão na condição de embaixador do centenário santista, mas não poderá comparecer por conta de cirurgia no olho que atrapalhou seus planos.
Não é a primeira ausência do Rei num jogo que vale título mundial para o Santos. Em 1963, ele não atuou nas partidas cruciais contra o Milan no Rio por contusão.
“Realmente é frustrante você jogar o ano inteiro e se machucar e não poder jogar numa final. O importante é que o Santos foi campeão. Em compensação, a decisão do Mundial contra o Benfica é até hoje considerada a melhor final de todos os tempos”, escreveu Pelé.
Cruyff teve a chance de ganhar o Mundial como treinador em 1992, mas seu Dream Team perdeu do São Paulo de Telê. “As duas estrelas com o Santos e os três Mundiais com a seleção significam que o Brasil tem o melhor atleta de todos os tempos”, afirmou Pelé, em vantagem sobre o holandês.

Fonte: Folha de S. Paulo

Anúncios

1 comentário (+adicionar seu?)

  1. peixao
    dez 18, 2011 @ 22:29:48

    kkkkkkkkkkkkkkk!!!!!!!!!!

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: