Saidinha bancária encabeça ranking de violência

Entre os assassinatos envolvendo bancos, o tipo de ocorrência que mais contribuiu para o aumento do número, em 2011, foi a saidinha bancária com 32 mortes, o que representa 65,31% do total. Os bancos costumam colocar a culpa na falta de segurança pública ou os próprios clientes pela ocorrência das saidinhas, se eximindo assim.
Os assaltos a agências e a correspondentes bancários ficaram empatados em segundo lugar, com cinco mortes cada, somando 20,40% dos homicídios. Os crimes envolvendo transporte de valores, assalto e abastecimento de caixas eletrônicos correspondem a 12,24%, ou seja, seis mortes. Nos PAB (Postos de Atendimento Bancário) houve uma redução nos assassinatos, passando de três em 2010, para uma em 2011.
O monitoramento, interno e externo, das agências em tempo real, a implantação de vidros blindados e portas de segurança com detectores de metais antes do autoatendimento são algumas medidas com potencial de salvamento de vidas e fácil implementação, só falta vontade dos bancos.
Fonte: O Bancário
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: