Fórum Social 2012: CTB quer debater com Dilma a pauta dos trabalhadores

A presença de oito dirigentes nacionais da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB) demonstra a importância da entidade ao Fórum Social Temático, que inicia nesta terça-feira (24), com a Marcha de Abertura, no Largo Glênio Peres.

Para marcar sua participação, será distribuída durante o evento uma edição especial do jornal da CTB com a posição da entidade a respeito do meio ambiente, desenvolvi mento e a crise econômica internacional.

“A Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil dará uma demonstração de força em todos os debates que nos envolvam e de enfrentamento ao neoliberalismo, o principal objetivo desse Fórum”, afirmou o presidente da CTB-RS, Guiomar Vidor. “A CTB dará prioridade ao debate que diz respeito ao mundo do trabalho e ao enfrentamento da crise mundial. Estaremos nos encontros que vão abordar a preocupação dos trabalhadores em buscar soluções para a crise do sistema capitalista, apresentando alternativas efetivas de construção de sociedades que não sejam baseadas no capitalismo.”

A opção da presidenta Dilma Rousseff em vir ao Fórum Social Temático, em vez de comparecer ao Fórum Econômico Mundial de Davos, é considerada simbólica pelo presidente da CTB-RS. “A presidenta Dilma está dando preferência para um debate onde serão construídas soluções para saídas da crise que o capitalismo enfrenta, do ponto de vista dos movimentos sociais. Para nós é muito positivo a presidenta deixar de ir a Davos para vir ao Fórum Social e, posteriormente, visitar Cuba e o Haiti. Ela demonstra sua sensibilidade social a uma política que destoa das adotadas pelos países capitalistas do primeiro mundo”, assinalou Guiomar Vidor.

Mas a presidenta Dilma não ouvirá só elogios. Segundo a Secretária de Formação da CTB-RS, Eremi Melo, “por mais que tenha feito nesse seu primeiro ano de governo, nós achamos que a presidenta deve dar uma olhada na pauta dos trabalhadores, que até agora não esteve na ordem do dia. Está sendo priorizada mais a pauta dos empresários. Esse governo é nosso, nós ajudamos a construí-lo e queremos nos enxergar nele. Por isso, vamos reivindicar que nossa pauta seja discutida: a redução da jornada, o fim da terceirização e o fim do fator previdenciário, que são muito importantes para os trabalhadores”, finalizou Eremi Melo.

Emanuel Mattos – CTB-RS

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: