Pesquisa mostra que garis são ‘invisíveis’ a maioria das pessoas; veja

Pela primeira vez, o perfil dos trabalhadores da área da limpeza na cidade de São Paulo será conhecido. O Siemaco (sindicato que representa a categoria) lançará amanhã um estudo inédito sobre os cerca de 100 mil responsáveis pela limpeza e conservação de São Paulo.

Conduzida pelo Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos), a pesquisa ouviu 1.851 coletores de lixo, varredores, auxiliares de limpeza, jardineiros.

“Eles são considerados invisíveis. Muitos reclamam que nunca são chamados pelo nome”, diz Moacyr Pereira, presidente do Siemaco.

A pesquisa indica que 1 em cada 4 pessoas que trabalham com limpeza sofreu discriminação. Entre os garis, são 42%. Os números, porém, podem ser maiores.

Fonte: http://www1.folha.uol.com.br

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: