PCdoB cresce em todo o país e é alvo de denúncias, agora é a vez de Manuela D’ávila, deputada federal do Rio Grande do Sul

Deputada Federal Manuela D'Avila (PCdoB/RS) é a bola da vez da mídia suja

Por Ricardo Carvalho*

Numa campanha orquestrada contra o Partido Comunista do Brasil (PCdoB), empresas de comunicação da mídia conservadora  a serviço de setores reacionários que não se conformam com o novo rumo que o Brasil tomou desde 2003, após os dois mandatos do ex-presidente Lula e sua continuação no atual governo da presidenta Dilma Roussef, tentam a todo custo, ecoar ódios e frustrações assacando lideranças do Partido que exercem responsabilidades no governo federal, a exemplo do ministro dos Esportes Orlando Silva e agora com denúncias contra a deputada federal pelo Rio Grande do Sul, Manuela D’avila, expressiva liderança do povo riograndense, apontada como uma das favoritas à Prefeitura de Porto Alegre nas eleições municipais de 2012:

O que saiu na mídia hoje, precisamente no Estadão (http://estadao.br.msn.com

Uma carta de maio do ano passado aponta supostos desvios de recursos destinados a atividades esportivas da prefeitura de Alvorada (RS) para a campanha eleitoral da deputada federal Manuela D”Ávila (PC do B). O documento, apreendido pela Polícia Civil do Rio Grande do Sul durante a Operação Cartola, em julho deste ano, foi obtido pelo jornal Zero Hora e divulgado na edição desta quarta-feira. O partido considerou a denúncia ‘vazia e caluniosa’. A parlamentar anunciou que vai interpelar o autor judicialmente.

Em 6 de julho deste ano a Operação Cartola apreendeu documentos em oito prefeituras da região metropolitana de Porto Alegre, serra e litoral do Rio Grande do Sul, administradas pelo PMDB, PTB, PT, PP, PDT e PSB, em investigação de possível superfaturamento de serviços publicitários. Entre os documentos estava uma carta escrita a mão, com data de 5 de maio de 2010, pelo então diretor de Esportes de Alvorada, Marcio Taylor, e endereçado ao secretário de Esportes, Nelson da Silva Flores (PC do B), aparentemente sem conexões com o objeto da investigação.

No texto, que nunca teria chegado às mãos do destinatário e nem ao conhecimento do prefeito João Carlos Brum (PTB), o remetente cita a entrega de R$ 10 mil de sobras do programa Alvorada Olímpica ao secretário, num esforço para a pasta conseguir promover mais atividades. Na sequencia, diz ter ouvido o secretário afirmar que verbas seriam usadas para a campanha de Manuela. E pede para não ser exonerado. Posteriormente, Taylor foi afastado da diretoria de esportes e assumiu a direção de um ginásio municipal. Também deixou o PCdoB e ingressou no PRB.

O presidente estadual do PC do B, Adalberto Frasson, considerou que a divulgação da carta neste momento tenta aproveitar a polêmica que envolve o ministro dos Esportes, Orlando Silva, filiado ao partido, para atacar Manuela, candidata que lidera as pesquisas para a prefeitura de Porto Alegre, com uma questão local, de Alvorada. ‘Isso não é prática do PC do B e não tivemos nenhum recurso oriundo de Alvorada na nossa campanha’.

Manuela admitiu ter tomado conhecimento da existência da carta por um jornalista. A deputada federal disse que consultou a polícia e foi informada de que o documento era ‘inexpressivo’ e não havia gerado qualquer investigação contra ela. Também atribuiu o caso a uma ‘disputa rebaixada local’. E anunciou que vai processar o autor (Taylor). ‘Ele será interpelado a responder civil e criminalmente porque é crime atingir a honra de qualquer cidadão’. Taylor não está comentando o assunto. O prefeito de Alvorada e o secretário dos Esportes não retornaram as ligações da reportagem.

Hoje a deputada federal Manuela Dávila postou nota em seu seu blog que reproduziremos a seguir:

Mãe,

 Sou forte. E também metida a forte. Sou dura. Mais metida do que dura de verdade.
Mas hoje, agora, depois de falar com todos, de explicar o que não fiz, de me defender do que desconheço, fui quebrada por um email de minha mãe. Minha mãe que me ensinou a ser forte e a ser feliz. A ser apaixonada pela vida e pelas pessoas.
E ela dizia que rezava para meu anjo da guarda e para Nossa Senhora, para que eu tivesse serenidade. “Escolheste o pior lugar do mundo para ser honesta. O que dirão de ti? Que vives num apartamento de 40 anos de teu pai? Que não tens sequer carro?”. Ai mãe. Que dia triste. Que coisa triste estar aqui, tão longe de ti, de minhas irmãs, de minhas sobrinhas, de meu namorado e de meu apartamento velho.
Eu tenho a serenidade da inocência. Mas a indignação da injustiça. E tenho mãe, uma tristeza profunda de viver num mundo tão diferente ainda do que eu luto para construir. Mas sou tua filha. Sei levantar de todas as quedas. Como sempre nos disseste: Deus não dá a Cruz maior do que podemos carregar.
Eu não falo a língua deles, Mae. Graças à Deus.
A deputada Manuela tem recebido inúmeros apoios nas redes sociais através de seu blog (http://bolademeiaboladegude.blogspot.com/) em sua página no facebook  assim como na sua conta no twitter. 
* Ricardo Carvalho é estudante de Comunicação pela UESC/Ilhéus e diretor da Federação dos Bancários da Bahia e Sergipe
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: